21 de novembro de 2011

Consumo - Reduza as embalagens

Quando for às compras:
  • Leve de casa sacos para as transportar. 
  • Prefira produtos com menos embalagem ou com embalagens de papel reciclado. 
  • Não compre produtos excessivamente embalados, como legumes embalados com bandejas de poliestireno expandido (isopor) e filmes de plástico.
  • Quando for à padaria, não deixe que lhe coloquem o pão em dois sacos - um de papel, e outro de plástico. Recuse o de plástico.
  • Na frutaria, use o cesto e não um saco para cada tipo de fruta e legumes. A maior parte deles pode ser pesado sem saco e transportado junto com os outros

Em casa:
  • Deixe de usar água engarrafada em casa, se tem água potável na torneira! Se tem algum sabor devido ao cloro, deixe repousar na caneca de um dia para o outro ou adquira uma caneca filtrante. 
  • Se precisa guardar alimentos no frigorífico ou congelador, use as caixas que tem para o efeito, evite embrulhá-los em plástico ou folha de alumínio. 

E não se esqueça, reutilize as embalagens,se possível, se não, separe-as para reciclar.

10 comentários:

  1. Boa dica, Manuela!!!
    E há tantas formas de reutilizar as embalagens a que não conseguimos fugir! Desde usá-las para arrumar coisas em casa (pe: como organizadores de gavetas), até como embrulho para prendas (as embalagens do leite são prateadas por dentro - recortando e virando, dá um embrulho todo catita!).
    Além de que se deve sempre optar pelas recargas dos detergentes e afins.

    ResponderEliminar
  2. Pois é Sónia, é um exagero a quantidade de embalagens que nos "impingem". Boas dicas as tuas, Sónia: por vezes um pouco de criatividade faz muita diferença. E muita atenção também, quando se vai comprar :)

    ResponderEliminar
  3. Gostei das dicas e tenho que confessar que de todas há uma que, me parece, sou a única a fazer na frutaria onde sou cliente Vou sempre à mesma frutaria, onde também compro os legumes; pego no cesto e junto tudo; a balconista pesa e vai tudo no mesmo saco até casa; não uso os saquinhos pequenos. Agora vou deixar aqui uma para poupança de água que ouvi no rádio há anos; uma srª preocupada com o desperdício de água sempre fez o seguinte; Quando se vai tomar banho, demora sempre bastante tempo até que a água chegue quente às torneiras; então ela utiliza um garrafão de 5 litros de água e coloca-o a apanhar a água enquanto ela vem fria; essa água ela utiliza para as plantas, para lavar o chão etc. Vou-lhe dizer uma coisa; comecei a ter um garrafão desses na minha casa de banho e só no banho do meu marido e do meu, enchemos um garrafão; depois de cheio coloco-o na lavandaria e outro vazio vai para a casa de banho. À segunda feira a minha mulher a dias já sabe que aquela água é para utilizar na lavagem do chão e depois é usada para lavar as varandas do meu apartamento. Não custa nada, não?
    Bem...faço algumas coisa, mas ainda tenho muito a aprender
    Quanto à água engarrafada penso que somos o único país da Europa que não bebe a água da torneira; pelo menos nos países que conheço ( não são muitos) a água da torneira é a que se bebe. No Brasil também se bebe a da torneira, só que toda a gente usa o filtro. Bem...eu ainda uso a engarrafada, mas vou tentar mudar, ou melhor, por mim já teria mudado, mas o resto do pessoal ainda não concorda. Um beijinho, amiga e parabéns pelas dicas. Vou tentar seguir todas!
    Emília

    ResponderEliminar
  4. Essa dica da água é óptima Emília. Tem que se colocar essa por aqui. ;-)
    Quando eu arranjar uma jarra com filtro (dantes bebia do cano, mas desde que vi a mancha vermelha que a água deixa no lavatório, passei a engarrafada... Está na hora de voltar à água da companhia, mas filtrada!!!), basta verter para lá a água do garrafão e ainda vamos poupar mais!!! :-D
    Obrigada!

    ResponderEliminar
  5. Boas dicas, por cá uso a Brita (passo a publicidade) para filtrar. Conheci agora estas embalagens para levar água para quando saímos de casa, caminhadas, desporto etc... http://560pt.blogspot.com/2011/11/gold-water-tap-bottel.html uma boa ideia e portuguesa!! Obrigada. Luiza

    ResponderEliminar
  6. Óptimas dicas, Emilia.

    Na frutaria, também faço isso - tudo para o cesto, é pesado, e depois vai tudo para o saco de pano que anda sempre na carteira. Confesso que para as castanhas, ou outros frutos ou legumes, ainda gasto um ou outro saco, mas vou começar a andar na carteira também com uns sacos a reutilizar para o efeito.

    Obrigada e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Sónia e Oma

    Também tive de comprar o jarro Brita, porque por vezes a água sabe a cloro e não passa só com o repouso de um dia para o outro. Mas os filtros têm durado mais do dobro do tempo indicado, e somos 5.

    Oma, obrigada pela dica do sacos para água. São práticos sobretudo porque não atrapalham depois de vazios.

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Manuela, se o filtro dura mais do que a máquina diz, como sabes quando mudar? Ou é a máquina que demora mais tempo a dar a indicação de mudança do filtro?

    Quanto às sacas de plástico: já não saio de casa sem um saco cheio delas para ir à frutaria e ao pão, e esse "saco dos sacos" vai dentro dum saco térmico enorme que tenho para andar às compras, ou na mochila grande que uso nas compras quando tenho que transportar mais peso.
    Quando TODOS os hipermercados e supermercados cobrarem pelas sacas, as pessoas reduzem de vez e volta-se às compras com ceira ou daqueles carrinhos com rodas!
    [preparas esse post, ou preparo eu?!?]

    ResponderEliminar
  10. Oma, não conhecia essa ideia, mas achei altamente!
    E ainda por cima nacional, o que me agrada imenso! :-)
    Uma alternativa lusa, muito mais leve e fácil de transportar (pelo menos quando está vazia) às Sigg (http://www.sigg.com/where-to-buy/)

    ResponderEliminar