3 de novembro de 2011

Dicas sustentáveis

CADA UM A CONTRIBUIR PARA UM PLANETA MELHOR

A pegada ecológica, que exprime a área da superfície terrestre produtiva para produzir os recursos utilizados e para assimilar os resíduos gerados por um indivíduo, uma comunidade, um país, ou mesmo para a população mundial, é uma forma de termos uma ideia da insustentabilidade da nossa actuação:  Face à população existente, a pegada ecológica média que nos cabe é de 2,0 hectares por pessoa; no entanto, a pegada ecológica média estimada na terra é de 2,9 hectares por pessoa. Estamos a usar mais 45% da superfície da terra e oceanos para produzir o que consumimos e depositar o lixo que produzimos do que o que ela pode sustentar. E a isto acrescem as disparidades que vão desde os 12,5 hectares por pessoa nos EUA (e mais noutros países) até aos 0,6 hectares por pessoa no Bangladesh.

Alcançar um mundo sustentável depende de todos nós, de estarmos esclarecidos e de esclarecermos que o caminho que a economia global tem seguido é errado. O caminho para a sustentabilidade tem de passar não só pelo respeito pelo ambiente e equilíbrio dos ecossistemas, mas também pela justiça social e pela distribuição equitativa de recursos. Há que mudar de rumo, e esta viragem implica uma acção individual e colectiva na redução do consumo, na redução da produção de resíduos, na reutilização e nas relações humanas. Já passamos a era dos 3 R, agora, estamos na época dos 5 R:

Repensar, Respeitar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar. 

Imagem de We Are What We Do

As dicas nos links que se seguem foram obtidas em vários sítios, designadamente, no site da Quercus e da Naturlink, e parte delas foram adaptadas. Não são novidade para a maioria das pessoas que já estão familiarizadas  com as questões ambientais, e grande parte estão amplamente  divulgadas na Internet.  Seleccionei-as por me parecerem fáceis de  implementar no dia a dia (uma  mais que outras, claro). 

Sem comentários:

Enviar um comentário