18 de janeiro de 2012

Lixo - Reduzir o lixo orgânico

Existem muitas formas de reduzir o desperdício, especialmente no que diz respeito ao lixo orgânico. Aqui ficam alguns exemplos:
Original aqui



- compre apenas o que precisa e, no caso dos produtos frescos, compre quantidades menores com maior frequência, dando preferência a produtos biológicos, locais e da época. Assim evitará desperdícios dos alimentos que não consuma e se estraguem entretanto, e do seu dinheiro!





Original aqui


- armazene bem os alimentos, para evitar ter que os deitar fora por se estragarem. Conserve-os numa despensa fresca, seca e escura, no frigorífico, no congelador/arca congeladora ou em conserva. Tente respeitar os prazos de validade, mas lembre-se: se disser "consumir de preferência antes de", desde que as suas propriedades não estejam alteradas, pode consumi-los para lá da data recomendada.




Original aqui
- recolha as sementes dos legumes (abóbora, courgette, tomate, etc.). Pode guardá-las em frascos ao abrigo da luz solar e usá-los para sementeira (no seu quintal/horta/vasos na varanda, dar aos vizinhos, trocar por outras que lhe façam falta) e comer quando germinarem ou quando estiverem completamente desenvolvidas. Pode também secá-las e comê-las como aperitivo bastante benéfico para a saúde.


Original aqui


- separe o lixo orgânico e faça compostagem e/ou vermicompostagem - reduzirá em muito o volume do seu "lixo" e produzirá solo fértil para as suas plantas!





Se seguir todas estas dicas, estará a contribuir para diminuir o seu impacto no ambiente e na sua carteira!

2 comentários:

  1. Excelente "post" e excelentes dicas, Sónia! Eu sabia que eras uma grande mais valia para este blogue, mas superaste as minhas expectativas (ou será expetativas???)!

    Parabéns e obrigada por partilhares. Tanta coisa que podemos fazer para reduzir os resíduos. E ainda podemos cozinhar montes de receitas com os restos de refeições.

    Cá em casa, os resíduos orgânicos (vegetais) são para alimentar as ovelhas da minha cunhada, que 2 ou 3 vezes por semana passa cá para trocar um balde cheio por um vazio :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Manuela, desculpa só estar a responder agora, mas a baba toda impediu-me de aqui vir mais cedo agradecer-te o teu fantástico, fenomenal, formidável e fabuloso elogio! ;-D

    Ainda bem que já superei as tuas expectativas (eu digo o "p", por isso escrevo-o), assim agora a pressão é menor! :-)

    Cá por casa todos os restos de comida levam vida nova, quanto mais não seja dentro da panela da sopa! ;-)

    Com essa das ovelhas fizeste-me lembrar o balde de "lavagem" que se juntava para os porcos da vizinha dos meus avós, e a paciência que a minha avó tinha durante a confecção dos legumes e após todas as refeições, a migar os troços das couves e as cascas da melancia para as galinhas...
    É sempre bom recuperar a sabedoria dos antigos!

    Beijinhos e bom fim-de-semana! :-)

    ResponderEliminar