28 de outubro de 2013

Transportes - partilha de automóvel

Viajar de transportes públicos é a opção mais sustentável quando se trata de distâncias consideráveis. Mas nem sempre é possível, e viajar só no automóvel além de caro (cada vez mais) é ambientalmente desaconselhável. 

Imagem obtida aqui
Recebi há tempos, por e-mail, a divulgação de uma plataforma na internet destinada à partilha de automóvel. Depois de uma pesquisa pela internet, encontrei o seguinte texto:

«Carpooling
O conceito de carpooling ou car-sharing é simples: partilhar o carro nas deslocações diárias ou pontuais com outros colegas e pessoas, i.e., ir ou dar “boleia” partilhando os custos.
Desta forma é possível partilhar os custos e mesmo a condução, poupando dinheiro, reduzindo o impacto ambiental ao reduzir o tráfego e as emissões poluentes.
A partilha da viatura aumenta também a convivência entre os colegas assim como reduz o stress de conduzir todos os dias.»

O texto é do site Eficiência Energética, onde pode saber muito mais sobre este modo de viajar (vale a pena ler o artigo todo).
Imagem obtida aqui

Encontrei também os seguintes sites portugueses destinados ao "carpooling":
Bem como mais alguns sites não portugueses mas que "operam" em Portugal (por exemplo, o Carpoolworld e o Roadsharing).

E ainda um blogue dedicado ao tema "Car Sharing Portugal". Segundo este blogue, a diferença entre os termos Carsharing e Carpooling é a seguinte:

"Car Sharing = utilização de um carro por curtos períodos de tempo, mediante o pagamento de acordo com um determinado tarifário.
 Car Pooling = quando várias pessoas se juntam para partilhar o mesmo carro num trajecto, i.e., de casa para o trabalho ou numa viagem."

Se conhece estes sistemas e tem alguma opinião positiva ou negativa sobre o assunto, agradeço o seu comentário. Bem como dos outros leitores, certamente.

(Mensagem semelhante á publicada no blogue Sustentabilidade é Acção em 28/12/2013)

4 de outubro de 2013

AGIR_Dia 04 de Outubro - Dia do Animal

Hoje é o Dia Mundial do Animal, data escolhida em honra de São Francisco de Assis, grande defensor dos animais.

Neste dia, vamos Agir, fazendo algo efectivo em prol dos Animais!
Podem fazer qualquer coisa que achem útil e eficaz!!! :-)
Para quem preferir sugestões, aqui ficam algumas:

Imagem retirada daqui
A vivisecção consiste no acto de dissecar (cortar, expôr e/ou remover partes de) um animal vivo com o propósito de realizar estudos de natureza anatomo-fisiológica (ver a reacção a fármacos e/ou estímulos, perceber a fisiologia, etc....).
Este tipo de procedimento é utilizado em faculdades e laboratórios um pouco por toda a Europa, incluindo cá em Portugal.
É ridículo, com todos os conhecimentos e modelos computorizados que temos para tudo hoje em dia, ter que provocar sofrimento e/ou a morte de uma animal para se aprender e/ou testar seja o que for... especialmente se for destinado a humanos, porque a correlação de resultados nem sempre é garantida... :-(

  • Podem ser voluntários por um dia no Centro de Recolha Animal da vossa área de residência, não só para dar algum carinho aos animais, mas também para perceber como funcionam estes centros. E a mesma coisa é válida em relação a Associações de Protecção Animal, que precisam tanto de voluntários e/ou de Famílias de Acolhimento Temporário! Já para não falar de apoio material em termos de alimentos e outros produtos para os animais!!!
  • Apoiar iniciativas que visem proteger e restaurar a fauna selvagem, como o Grupo Lobo, que vai assinalar o Dia do Animal no dia 05 de Outubro com um evento no seu Centro de Recuperação do Lobo Ibérico:  sessão de contos com lobos, contados pelo contador de estórias António Fontinha.
Imagem retirada daqui

  • Instituir no seu lar o Dia sem Carne (inspirada na iniciativa Segunda sem Carne), de modo a mostrar o seu respeito pelos animais, não se alimentando deles no dia que lhes é reservado e, se quiser ser sustentável e ético ao longo do ano, ter pelo menos um dia destes por semana. Melhor ainda se quiser progressivamente tornar-se vegetariano, ou melhor ainda, vegano, pois, além de mais barato e saudável, comer de modo ético é muito bom para o espírito! :-) Até uma criança de 3 anos sabe que não se devem comer os animais:


Se ainda tem dúvidas sobre porque é que o ser humano deve coexistir com os animais e ajudá-los em vez de os explorar, sugiro que veja os filmes Home e Earthlings e dois vídeos da Pink (este e este), depois, diga-me se sente a necessidade de Agir ou se consegue ficar parado depois de tomar consciência de tudo o que tomou!
Imagem retirada daqui

Um bom dia para todos os animais, incluindo os seres humanos!