10 de fevereiro de 2014

Sumos, néctares e refrigerantes

(imagem daqui)
Beber um sumo de laranja acabada de espremer, é uma delícia! Não é muito melhor comprar laranjas e espremê-las do que embalagens de sumo? Ou de néctar?  Qual a diferença? para além do sabor, dos efeitos na saúde, no ambiente, claro! Este vídeo da jornalista Francine Lima, do canal "Do campo à mesa", explica claro (encontrei no ((o))ECO).

Em Portugal, o Decreto-Lei 145/2013 (que transpõe a Diretiva n.º 2012/12/UE), regulamenta a composição dos néctares e sumos (sucos), ao que parece, não muito diferente do Brasil: no caso do néctar de laranja, o teor de fruta mínimo é 50%, noutras frutas, depende de qual (veja o anexo IV, incluído nesse DL).



Já o refrigerante de laranja, tem no mínimo 8% de fruta (ver aqui). Veja então os vilões que uma garrafinha ou latinha de refrigerante alberga:

5 comentários:

  1. Fenomenal Manela!!! :-)
    A Francine explica super bem as coisas e realmente deixa claro o que nos é oferecido como bebida.
    Boa forma de explicar que mais vale beber sumo natural mesmo!!! :-)
    Beijinhos e bom fim-de-semana,
    Sónia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Sónia :)
      Beijinhos e bom fim de semana!

      Eliminar
  2. Gostámos muito...verdadeiramente explicativo...e viva o sumo natural!
    Já estamos a seguir!
    Saudações

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Alerta Planetazul!
      Saudações e bom fim de semana

      Eliminar
  3. Hehe.Gostei muito :)
    Vou fazer um "suco" de verdade e aproveito para trabalhar os músculos do braço :)

    ResponderEliminar